Intoxicação por cloro: entenda os perigos e como se prevenir!

Você conhece os perigos da intoxicação por cloro?

Muita gente não sabe, mas essa substância tão usada na limpeza em produtos como a água sanitária, pode fazer mal à saúde e causar riscos de intoxicação.

Na pandemia, o índice de intoxicação por cloro cresceu 23% entre os adultos. A substância foi muito associada à limpeza contra o vírus da Covid-19.

Mas apesar de ser um agente desinfetante, o contato com o cloro pode trazer danos por intoxicação e é associado, até mesmo, a uma maior frequência de doenças respiratórias e infecciosas em crianças.

Quer entender mais sobre o assunto e descobrir quais os perigos da intoxicação por cloro? Então vem com a gente!

O que é o cloro?

O cloro é uma substância química muito usada como desinfetante e bactericida. Ele é amplamente utilizado nos produtos de limpeza e nas indústrias para diversos fins.

Provavelmente, o produto à base de cloro mais conhecido é a água sanitária, que também inclui na sua composição o hipoclorito de sódio.

O cloro é um gás que tem como uma de suas principais características ser uma substância sufocante e, por isso, foi muito usado como arma química na Primeira Guerra Mundial.

Entretanto, quando resfriado ele muda para o estado líquido e é neste formato que é utilizado na indústria.

Yvy é o novo jeito de limpar sua casa! Nossos produtos possuem fórmula ultraconcentrada com ingredientes naturais, conheça! 

O que faz cloro explodir?

O cloro em si não possui risco de explosão, mas quando misturado com outras substâncias perigosas pode acabar desencadeando reações explosivas.

Este é um dos motivos pelos quais é preciso tomar cuidado ao misturar água sanitária com outros ingredientes ou produtos de limpeza.

Uma mistura muito comum é a de água sanitária com produtos à base de amoníaco. Ela pode provocar explosões, podendo causar cegueira e queimaduras a quem estiver próximo.

O que acontece se inalar muito cloro?

Quando inalado, em casos mais graves, o cloro pode causar bloqueio das vias respiratórias e morte por asfixia.

A inalação por cloro pode acontecer quando se utiliza o produto em ambientes fechados. É a evaporação do produto que pode fazer com que ele volte para o estado de gás e prejudique as vias respiratórias.

Isso porque o produto geralmente é usado no estado líquido nos produtos de limpeza, entretanto, as condições ambientais ou até mesmo a pouca ventilação podem fazer com que a substância evapore e seja inalada por quem está no local.

Por isso, se mesmo com todas as contraindicações, você optar por usar o cloro no seu dia a dia, lembre-se sempre de manter os ambientes bem arejados para que não haja intoxicação.

Quais os sintomas de intoxicação por cloro?

Intoxicação por inalação de cloro

Uma das formas de intoxicação por cloro é quando a substância é inalada. Neste caso, a pessoa pode apresentar os seguintes sintomas:

  • irritação ocular;
  • irritação respiratória grave e sensação de sufocação;
  • tosse e vômito;
  • edema pulmonar (acúmulo de líquido nos pulmões);
  • contração muscular involuntária da glote, reduzindo a capacidade de respiração ou a impedindo.

Alergia a água sanitária na pele

A água sanitária pode causar dermatite na pele, isto é, uma alergia que, dependendo do caso, pode ser comparada a uma queimadura.

Em um primeiro momento, pode causar irritação e vermelhidão, mas também pode evoluir para descamação da pele, lesão seca e queimaduras químicas.

Neste último caso o principal sintoma é de ardência intensa e pode haver formação de bolhas.

Intoxicação pela ingestão de cloro

A ingestão de água sanitária pode ocorrer quando o produto de aspecto transparente é confundido com água, principalmente por crianças.

Em 2020, o maior número de casos de intoxicação aconteceu dentro de casa (79,64%), e as crianças de 1 a 4 anos foram as maiores vítimas, de acordo com o Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox/SC).

Já os principais agentes responsáveis pela intoxicação foram o álcool etílico 70% e água sanitária.

Confira os sintomas que a intoxicação por cloro em forma de ingestão pode causar:

  • sensação de desconforto no peito;
  • dores abdominais;
  • diarreia, náuseas e vômitos;
  • sensação de queimação nos olhos, nariz e boca.

Como tratar intoxicação por cloro?

Se você estiver lidando com produtos de limpeza e começar a sentir ardência nos olhos ou dificuldade para respirar, vá para um lugar arejado e respire ar puro.

Esse é o primeiro passo. Se houver obstrução mais grave das vias respiratórias, é possível ligar para um número especializado em intoxicação, o Disque-Intoxicação, criado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O número é 0800-722-6001 e ele funciona 24h por dia, inclusive nos finais de semana. Geralmente, nos rótulos dos produtos é possível encontrar também outros canais em caso de emergência.

Se a vítima for uma criança ou outra pessoa e você não tiver certeza se houve intoxicação verifique se ela teve:

  • mudança de cheiro no hálito da vítima;
  • lesões na pele;
  • convulsões, náuseas ou vômito;
  • queda de temperatura;
  • confusão mental e sonolência;
  • mudança de cor nos lábios e salivação;
  • pupilas dilatadas ou contraídas;
  • suor excessivo;
  • dificuldade de respirar.

Quais os perigos em relação ao cloro?

intoxicação por inalar cloro o que fazer

Crianças

Como vimos, as crianças são as mais afetadas por intoxicação por produtos de limpeza dentro de casa, e a água sanitária é um dos principais produtos que causam intoxicação.

Por isso, todo cuidado é pouco quando o assunto é produto de limpeza e crianças em casa.

A principal dica é nunca deixar o produto ao alcance das crianças. Mesmo que os pequenos estejam sempre acompanhados, pode haver um momento de descuido, que é justamente quando os acidentes acontecem.

Mas não é só a ingestão do produto por acidente que pode causar males à saúde. Confira mais sobre o assunto abaixo.

Leia também: Maternidade Sustentável: práticas saudáveis para mães

Saúde

Um estudo realizado na Holanda, na Finlândia e na Espanha, com mais de 9000 crianças mostrou que a exposição passiva à água sanitária está associada a um risco maior de doenças respiratórias e infecções na infância.

Os pesquisadores descobriram que havia uma relação entre a frequência de infecções entre as crianças e a quantidade alvejante usado pelos pais em casa.

Confira alguns resultados da pesquisa:

  • o risco de gripe era 20% maior em residências com alvejante;
  • o risco de amigdalite recorrente 35% maior em residências com alvejante;
  • o risco de qualquer outra infecção acontecer novamente foi 18% maior entre as crianças expostas ao alvejante.

Felizmente, já existem no mercado alternativas a produtos de limpeza abrasivos e fortes.

Alternativas naturais, baseadas em ingredientes vegetais que não fazem mal à saúde e nem ao planeta podem ser encontradas.

Meio ambiente

O cloro é um gás que reage facilmente com outras substâncias. Isso significa que ele pode ser combinado com outros e causar reações indesejadas.

Nas indústrias, é bem comum ele ser liberado junto com outros produtos químicos em rios e córregos, causando impacto na saúde do solo e dos animais.

Uma das reações pelas quais o cloro pode passar é quando ele dá origem às dioxinas. Essa substância é altamente perigosa e está associada ao câncer.

Além disso, não é preciso muita quantidade da substância para que a sua ação na natureza seja duradoura.

Pequenas quantidades de cloro podem ficar acumuladas na água e no ar e dar origem a efeitos adversos ao longo do tempo.

Cloro: um problema no mercado de limpeza

O cloro é um poderoso bactericida e, por isso, ele é muito utilizado na indústria da limpeza. Entretanto, os benefícios na limpeza não são superiores aos males que ele pode causar à pele, aos pulmões, vias respiratórias e outros.

Além disso, existem perigos de reações químicas ainda mais prejudiciais quando o cloro é misturado a outras substâncias na limpeza.

Como a maioria das pessoas não sabe disso, é frequente o número de intoxicação causada pela associação e mistura de vários produtos.

Confira algumas misturas proibidas na hora de limpar a casa:

  • desinfetante e detergente: essas duas substâncias podem conter amônia em sua composição. Quando o cloro entra em contato com ela, forma a cloramina, substância que pode causar queimaduras e intoxicações.
  • vinagre: quando ambos são misturados, o resultado é a formação de gás cloro, que tem o poder de causar irritação nas vias aéreas, ardência nos olhos, falta de ar, tosse e intoxicação por cloro.

Felizmente, hoje existem alternativas de produtos de limpeza naturais que não causam alergias, nem são prejudiciais à saúde humana, como a YVY!

Yvy é o novo jeito de limpar sua casa! Nossos produtos possuem fórmula ultraconcentrada com ingredientes naturais, conheça! 

Conclusão

intoxicação água sanitária tratamento

A intoxicação por cloro pode acontecer por ingestão, inalação ou pelo contato com a pele.

Em forma de gás, o cloro pode ser asfixiante, mas misturado com outras substâncias, ele também pode reagir formando reações químicas prejudiciais à saúde.

Durante a limpeza no dia a dia, não é raro que o produto seja misturado com outras substâncias e cause problemas para as vias respiratórias.

A alternativa é usar produtos sem cloro, que já existem no mercado e não causam danos às pessoas e nem ao meio ambiente.

Leia também: Amônia: entenda os efeitos prejudiciais do uso deste elemento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =