O que é ESG?

A sigla ESG vem do inglês “Environmental, Social and Governance”, que, em tradução simples, significa Ambiental, Social e Governança. Mas, na prática, o que isso significa? O ESG é um conjunto de diretrizes socioambientais que guiam investimentos e práticas empresariais a ações mais sustentáveis, reduzindo riscos associados ao meio ambiente, podendo ser adotado por organizações de qualquer ramo.

Investimento sustentável?

Para entender melhor esse tema acerca do ESG, primeiro precisamos partir do ponto de que cada vez mais os investidores do mercado financeiro estão preocupados em unir-se a empresas que tenham boas práticas de negócios, dentre as quais o compromisso com o meio ambiente e com a sociedade se destacam – o chamado investimento sustentável. Isto porque além da crescente demanda por produtos e soluções ecológicas, empresas sustentáveis estão mais preparadas para enfrentar o futuro, pois analisam todos os processos amplamente, criando produtos e serviços que não prejudicarão o ecossistema a curto, médio e, principalmente, longo prazo. É nesse contexto que o ESG ganha relevância

Aspectos principais

Empresas que adotam as práticas do ESG se atentam a aspectos como:

  • Controle da poluição e da emissão de carbono (CO2);
  • Uso adequado de recursos naturais e renováveis;
  • Gestão de resíduos sólidos (logística reversa);
  • Gestão de resíduos hídricos;
  • Apoio à diversidade e inclusão de colaboradores;
  • Defesa dos direitos humanos e responsabilidade com o consumidor;
  • Boa governança corporativa, evitando fraudes e corrupção;
  • Transparência na prestação de contas.

O ESG não só é utilizado como métrica para as ações que impactam diretamente o meio ambiente, mas também aquelas que visam o social, olhando de maneira humanizada para as demandas sociais, investindo no desenvolvimento, saúde e segurança dos colaboradores e clientes. Do mesmo modo, as empresas sustentáveis cumprem com os aspectos da governança e, por isso, são mais confiáveis, já que asseguram os direitos dos acionistas e criam políticas para que todos atuem de maneira consciente e ética, alinhando o propósito com a prática.

 

ESG no Brasil

No Brasil, segundo o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável, a aplicação do ESG ainda está no primeiro estágio, o que é uma oportunidade para que as empresas entendam seus impactos, tanto positivos quanto negativos, na sociedade e desenvolvam iniciativas que minimizem os prejuízos ao meio ambiente e maximizem as ações de responsabilidade socioambiental.